IMG_3539.jpg

FAQ

Perguntas Frequentes

1

Como os doadores poderão participar das decisões do Fundo?

Aqueles que doarem acima de um valor* a ser determinado Conselho Deliberativo tornam-se associados efetivos do Fundo. Os associados participam da Assembléia Geral com direito a voto. Eles elegem as pessoas que compõem o Conselho Administrativo, órgão que determina as diretrizes da Associação e chancela os projetos submetidos pela comunidade FMUSP. Além disso, o Conselho Administrativo também é responsável por eleger os membros do Comitê de Finanças e Investimentos, órgão responsável direto pelos rumos do dinheiro arrecadado. Em nosso Portal da Transparência os doadores poderão acompanhar em detalhes tudo o que está sendo feito com o dinheiro do Fundo.

2

A diretoria da FMUSP controla as ações tomadas no Fundo?

Não. O Fundo Medicina é uma associação independente, com CNPJ próprio. A diretoria da Faculdade tem um único cargo fixo, o de Presidente do Conselho Deliberativo. Porém, esse órgão conta com mais 10 cargos a serem preenchidos por membros indicados pela Assembleia Geral (doadores associados). Ao estruturarmos dessa forma, garantimos que a diretoria tenha o acompanhamento das atividades, mas não o controle sobre os rumos do Fundo. Leia nosso Estatuto.

3

O dinheiro do Fundo poderá ser usado para bancar festas, competições e atos políticos?

Não. O Fundo segue protocolos rígidos para a destinação de recursos. Uma vez por ano lançamos um Edital, em que todos os interessados poderão submeter seus projetos explicitando o que será feito, orçamento detalhado de gastos e uma breve explicação de como a ideia irá beneficiar a nossa comunidade acadêmica. Entendemos que qualquer projeto que fuja ao propósito de impulsionar o ensino, a pesquisa, a inovação e a permanência na FMUSP não são elegíveis para se beneficiar dos recursos do Fundo. Somente aqueles que cumprirem os critérios básicos de elegibilidade dispostos no Edital seguem para a segunda fase do processo seletivo, na qual uma banca de especialistas irá avaliar os candidatos e suas propostas e, só então, irá escolher os vencedores com base nas propostas mais relevantes.

4

Por motivos políticos, não quero que meu dinheiro seja destinado aos projetos de alguma agremiação. Como impedir isso?

Não é possível restringir o acesso de alunos, professores e agremiações específicos aos recursos do Fundo. O modelo de endowment não discrimina os projetos submetidos com base no teor político que os embasa, e sim com base em critérios de elegibilidade claros, objetivos, universais e pré-estabelecidos no Edital. Portanto, desde que alinhado ao propósito do Fundo (impulsionar a educação, a pesquisa, a inovação e a permanência na FMUSP), o projeto não pode ser deliberada e subjetivamente vetado com base em opiniões políticas particulares. Respeitamos, dessa forma, a pluralidade de opiniões e a liberdade de expressão em nossa Casa, algo que consideramos imprescindível para uma formação acadêmica completa, responsável e consciente. Vale lembrar que você ainda pode doar nominalmente à agremiação que mais tenha proximidade, favorecendo-a financeiramente - repassaremos para essa agremiação uma porcentagem da sua contribuição, sob a forma de Bônus, com base na regra disposta aqui.

5

Como saberei se meu dinheiro está sendo bem aplicado?

Anualmente, publicaremos relatórios das atividades desempenhadas em nosso Portal da Transparência. Sabemos que, sem uma transparência séria e bem feita, o Fundo não tem condições para alcançar objetivos ousados. Nesses documentos, constarão informações detalhadas sobre plano de investimentos, rentabilidade histórica, perfil de ativos atuais, projetos apoiados, demonstrativos financeiros e metas para o próximo ano. Para além disso, a diretoria se coloca à disposição para esclarecimento de dúvidas no WhatsApp.

6

Quem são os responsáveis por montar a carteira de investimentos do Fundo?

Os responsáveis são os membros do Comitê de Finanças e Investimentos, um órgão especificamente destinado a este fim, eleito pelo Conselho Deliberativo. Compõem o Comitê profissionais com alta expertise em investimentos e em mercado financeiro.

7

Quero doar para algum fim específico. Existe essa possibilidade?

Ainda não há a possibilidade de doar para um fim determinado, ou de doar estabelecendo regras específicas de uso dos rendimentos do valor doado. Porém, você pode destinar parte da sua doação a alguma agremiação (AAAOC, CAOC, DC, MedJr...). Incluímos essa função na última atualização do nosso Portal de Doações. Você a encontra na página de Agradecimentos, antes de finalizar o envio da sua doação. A porcentagem dos rendimentos da sua doação que fica para a agremiação e a porcentagem redirecionada para o fundo geral varia anualmente, e segue a regra disposta aqui.

8

Por que não é possível destinar parte da minha doação ao Show Medicina?

O Show Medicina não está entre as agremiações listadas para receber os repasses do Fundo porque não atende a pelo menos um dos critérios empregados: (1) ser uma instituição oficial da FMUSP com CNPJ próprio ou (2) ser uma extensão vinculada ao CAOC com Estatuto Social definido. Nada impede que o Show atenda a pelo menos um desses critérios no futuro e, portanto, tenha acesso ao Bônus na condição de agremiação. Vale ressaltar que o Fundo foi criado para atender aos projetos de TODA a comunidade FMUSP, então qualquer aluno - seja ele do Show ou não - terá acesso aos recursos. Além disso, o Show possui um processo próprio e já bem estabelecido de captação de recursos, independente do Fundo.

9

As doações feitas ao Fundo irão pagar salários de funcionários?

Não. Todos os envolvidos diretamente com o projeto (alunos, ex-alunos e profissionais do mercado) trabalham de forma voluntária, sem receber qualquer remuneração, em prol do objetivo principal do Fundo: impulsionar a nossa comunidade acadêmica. Dessa forma, os rendimentos das doações podem ser voltados inteiramente ao apoio de projetos de alunos e professores da FMUSP.

* 12/07/21 - O piso da associação ainda não foi definido. Previsão para o 1º semestre de 2022.